Three-Person DeepFlight Super Falcon 3S - Webnáutico
728_90_Telefonia

Three-Person DeepFlight Super Falcon 3S

DESTAQUE df superfalcon white no flare

O Three-Person DeepFlight Super Falcon 3S é ideal para quem quer ter uma experiência de viagem verdadeiramente envolvente. Os especialistas em submersíveis DeepFlight e Rai Ocean Technology têm trabalhado em conjunto para desenvolver o DeepFlight Adventures, um serviço de guia para explorações em profundidade. Com este objetivo, o DeepFlight desenvolveu o seu mais recente explorador aquático, o Super Falcon 3S.

Para o diretor executivo da DeepFlight, Adam Wright, "a parceria permitirá alcançar o nosso objetivo mútuo de desbloquear os oceanos para o acesso humano". Ele afirma que serão "capazes de dar aos indivíduos um nível de exposição ao reino submarino que eles não são capazes de atingir de outra forma". Este novo modelo é uma peça-chave para atingir esse objetivo. Uma versão maior do original Super Falcon, apresentado em 2009, ele mede 7,6 metros de comprimento, 3,29 m de largura e 1,58 m de altura. Diferente do modelo anterior, a nova versão possui três visores em linha, interligados através de um sistema de comunicações de circuito fechado, para acomodar um piloto e dois passageiros. Cada pessoa tem um amplo espaço de visão e o submarino pode descer até um nível máximo de 400 pés ou 121 metros.

06 df superfalcon white no flare

Ele está equipado com um fly-by-wire, de três eixos no sistema de controle de voo, e viaja através da água de forma muito parecida a um avião, até mesmo capaz de realizar manobras subaquáticas. A propulsão é fornecida por dois propulsores DC com compensação de pressão e uma grande hélice composta que permite uma velocidade de cruzeiro superior a 6 nós. Uma bateria de fosfato de ferro de 14 kWh de lítio, apoiada por dois sistemas de carregamento 120-240 VAC, permite até 8 horas de viagem autônoma em condições normais.

07 df superfalcon white no flare

Assim como acontece com todos os meios de transporte do fabricante, a embarcação é flutuante. No caso altamente improvável de que ocorra qualquer falha no sistema, o que nunca aconteceu até o momento, o submarino vai naturalmente subir devido à física de sua concepção e construção. Wright explica que o DeepFlight Super Falcon 3S foi desenvolvido "principalmente para que as pessoas pudessem compartilhar a experiência com um amigo ou membro da família, juntamente com o piloto profissional". Além disso, uma série de melhorias foram incorporadas a partir da perspectiva de conforto e manutenção para que estes subs possam ser usados ​com frequência.

deepflight dragon submersible 04

O co-fundador da DeepFlight, Karen Hawkes, fala que o equipamento pode ser muito usado pois "há mais de 700 balneários ao redor do mundo, muitos com belos recifes, que podem ser explorados. É um grande nicho na nova indústria do turismo subaquático", diz. A parceria com a Rainbowfish é importante pela infraestrutura que esta demanda exige. Com base na China, a empresa está focada na fabricação de equipamentos de alto mar e pesquisa, com muita atenção e trabalho também direcionado ao Rai 11000, um submarino tripulado com a intenção de chegar a uma profundidade de mais de 36 mil pés ou 11 mil metros.

02 df superfalcon white no flare

Este modelo está programado para fazer uma viagem de ida e volta para o fundo do oeste do Oceano Pacífico em Mariana Trench, o ponto mais profundo do planeta, em 2020. É esta mesma experiência que reforça a viabilidade comercial do DeepFlight Adventure. O presidente da empresa, Dr. Xin Wu, diz que “o Rai pode fornecer todo o suporte técnico necessário e estamos muito interessados ​​em expandir nossa tecnologia para o turismo". Muito trabalho, pesquisas e experiências estão sendo investidos nisso.

A próxima fase para DeepFlight Adventures é iniciar as operações iniciais no Havaí, Maldivas, Polinésia Francesa e no Caribe. O primeiro resort está programado para abrir em 2017 em um local ainda a ser anunciado.

 

Veja mais:

deepflight.com